Amamentação previne contra alergias alimentares em bebês, diz pesquisa

Pampers lança linha de fraldas feitas para prematuros
13 de dezembro de 2017
Unicef faz alerta para efeitos da poluição em bebês: há danos para o cérebro e pulmão, diz entidade
17 de janeiro de 2018

Consumir ovos, amendoins e mariscos durante a amamentação, alimentos com conhecido potencial alergênico, ajuda a prevenir alergias nos bebês. É o que mostra um estudo feito com ratos pelo Hospital Infantil de Boston, nos Estados Unidos. Como assim? A explicação é simples: quando o corpo da mãe entra em contato com essas substâncias, ele cria anticorpos de defesa contra os mesmos. E estes, por sua vez, são transmitidos ao bebê pelo leite materno. De acordo com a médica Renata Cocco, coordenadora do departamento científico de alergia alimentar da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (Asbai), essas descobertas já foram demonstradas em estudos prévios.

Mesmo assim, ainda há médicos e pacientes que tenham receio de comer certos tipos de comida para minimizar alergias. “A recomendação, sendo assim, é que a gestante (e a mulher que amamenta) tenham uma dieta saudável, sem restrições de alimentos alergênicos como forma de prevenção contra alergias alimentares em seus filhos. Até porque, atualmente, há mais evidências a respeito do efeito protetor da alimentação do que o contrário”, conclui.