Dicas para a boa formação dos dentes do bebê

Quando o bebê pode usar creme dental com flúor?
12 de junho de 2017
Com quantos meses o bebê se mexe na barriga da mãe?
20 de junho de 2017

Apesar de despontarem geralmente no segundo semestre de vida, os dentes do bebê são formados na barriga da mãe já no primeiro trimestre de gestação, mesmo período em que são formados órgãos importantes como o coração e todo o esqueleto.

Desta forma, fica fácil entender que cuidados tomados pela futura mamãe durante a gravidez irão influenciar a boa saúde dos dentes da criança.

Uma alimentação rica em cálcio, por exemplo, ajudará a fortalecer não apenas os futuros ossos da criança, mas também os dentes que já estarão ali, escondidinhos por debaixo da gengiva.
Além do cálcio, alimentos que possuam grande quantidade de fósforo – como carne, peixe, ovos, nozes e cereais – e das vitaminas A, C, E e D, como óleo de fígado de bacalhau, batata doce, pimentão, aspargos, amora, abacaxi, banana, laranja e limão; também influenciam positivamente o desenvolvimento dos dentes do bebê.
Pesquisas também mostram que o consumo em excesso de gorduras e carboidratos simples, como pães brancos e doces podem fazer com que a criança desenvolva uma dentição mais frágil durante a infância. Por isso, se não puder evitar esses alimentos, ao menos reduza e os substitua por alimentos integrais e frutas.

Existe uma crendice popular de que o bebê formação dos seus dentinhos, mas isso não tem nenhum fundamento. O que acontece é que muitas gestantes deixam de lado cuidados com a saúde bucal. Além disso, os enjoos do início da gravidez costumam afetar os dentes, tornando bastante necessário o aumento do cuidado com a higiene da boca. Antisséptico e fio dental devem fazer parte da rotina da futura mamãe.

Além da saúde bucal da mamãe, estudos fazem uma importante relação entre doenças e infecções bucais durante a gravidez, principalmente na gengiva, com partos prematuros e bebês abaixo do peso.

Depois que o bebê nasce, outro momento é de fundamental importância para a garantia de que a criança terá dentes sadios: a amamentação.
Isso porque o movimento que o bebê fará para sugar o peito da mãe permitirá o correto desenvolvimento da boca como um todo, e garante ainda a redução dos riscos de má posição dentária (dentes tortos).

Quando os dentinhos da criança começarem a despontar, dê a ela alimentos duros que ela possa roer sem engolir, como palitos de cenoura ou pepino. Também coloque os mordedores no freezer: a baixa temperatura ajusta a anestesiar a gengiva e acalmar o bebê.
A primeira visita ao dentista deve ser feita antes do primeiro ano de vida da criança. Lá todas as dúvidas em relação á dentição do bebê poderão ser sanadas, para a sua total tranquilidade.